JavaScript Disabled. For a better experience on this website please enable JavaScript in your browser.
SGAS 605 Conjunto E, Lotes 34/37 | Brasilia, DF 70200-650 Brazil | 55 (61) 3442-9700 | Contact Us
Sep
6

Raising the iGeneration

Raising the iGeneration:

My wife and I can certainly attest to how difficult it can be to raise children.  It is more so when you combine a smartphone and social media into the mix.  Recently the Washington Post ran an article by Belinda Gates and her regrets of letting their children access to technology too early.  Another article by The Atlantic discusses how smartphones have destroyed a generation.

As of late there seems to be many articles supporting these claims of harm by devices and social media. The landscape has changed and the playing field is only a click away.  The biggest concerns are how easily the iGeneration are distracted or involved and implicated into negative activity.  For our generation, it was important to have a good credit rating if you wanted to buy things like cars or homes.  For the iGeneration, there is now what is being termed a "positive digital presence" or PDP.

A score or rating  is being formed for all online members, but more so for the iGeneration.  When they apply for college or jobs, you can be sure that colleges and/or future employers will already have access to their PDP score/rating.  In this global economy and competitive world, can we afford to have a poor rating?  So want can you do?

Mind the Gap:

We heard of the generation gap but now there is a digital gap. Smartphones, apps, and social media are changing at a staggering rate. It is in our best interest to stay on top of things and learn about the issues from our children.  Read and watch reputable sources about the advantages and dangers of services such as Snapchat or Instagram.  Ask your children to teach you how to use or interact with such apps.


Disconnect to Connect:

Create a device-free room or time for your family.  Try an unplugged meal time and make sure as adults you also lead by example.  You will be surprised at the conversations and the connections your family may have.

Tough Love:

There are times when our girls come home and say, "all my friends are watching 13 Reasons Why" or they all have FaceBook accounts. (our daughters are under 13).  Our mantra has been "different families have different rules". But we stick to our beliefs and repeat what we have said.  Afterall your children need parents, they already have friends out there.  Make sure your don't confuse the roles.  No matter how bad it may seem to be, always let them know you love them.

Family Agreement:

Involve the entire family on your agreement. Don't just have a bunch of rules that only you and your spouse made up.  Ask your children to come up with some.  Be prepared to have some directed towards yourself.  Involving your children is the best way to get buy-in and ownership of the agreements.

You're not Alone:

Reach out to other parents and EAB.  We have many wonderful counselors and teachers who are not only trained in these matters but have experienced many of the issues that may be new to you.  As the saying goes, "it takes a village to raise a child".

 

Rod Narayan
Technology Director
Distinguished Apple Educator


 

Criando a geração ‘’i-Generation’’:
Minha esposa e eu certamente podemos atestar a dificuldade de criar filhos. Ainda mais quando você combina um smartphone e uma mídia social na mistura. Recentemente, o Washington Post publicou um artigo de Belinda Gates e seus arrependimentos de deixar seus filhos acessar a tecnologia muito cedo. Outro artigo do The Atlantic discute como os smartphones destruíram uma geração.

Até o momento, parece haver muitos artigos que apoiam essas reivindicações de danos por dispositivos e mídias sociais. A paisagem mudou e o campo de jogo está a apenas um clique de distância. As maiores preocupações são a facilidade com que a iGeneration se distrai, é envolvida ou se implica com atividades negativas. Para a nossa geração, era importante ter uma boa classificação de crédito se você quisesse comprar coisas como carros ou casas. Para a iGeneration, existe agora o que é chamado de "presença digital positiva" ou PDP.

Uma pontuação ou classificação está sendo formada para todos os membros on-line, mas mais para a iGeneration. Quando se candidatam a faculdade ou empregos, você pode ter certeza de que as faculdades e / ou futuros empregadores já terão acesso ao seu score / rating PDP. Nesta economia global e mundo competitivo, podemos nos dar ao luxo de ter uma classificação ruim? Então, o que você pode fazer?

Cuidado com o Gap ‘’vão’’:
Nós ouvimos falar do vão entre gerações, mas agora há uma lacuna digital. Smartphones, aplicativos e mídias sociais estão mudando a um ritmo surpreendente. É do nosso melhor interesse estar por dentro e aprender sobre as questões dos nossos filhos. Leia e assista fontes respeitáveis ​​sobre as vantagens e os perigos de serviços como Snapchat ou Instagram. Peça a seus filhos que ensinem como usar ou interagir com esses aplicativos.

Desconecte para conectar:
Designe um local/sala ou hora em que dispositivos não podem ser usados pela sua família. Experimente ter uma refeição desconectado e certifique-se de que, como adultos, você também lideram com o exemplo. Você ficará surpreso com as conversas e as conexões que sua família pode ter.

Disciplina Carinhosa ‘’Amor difícil’’:
Há momentos em que nossas meninas chegam em casa e dizem: "todos meus amigos estão assistindo 13 Razões Por Que" ou todos eles têm contas do FaceBook. (as nossas filhas têm menos de 13 anos). Nosso mantra tem sido "famílias diferentes têm regras diferentes". Mas mantemos nossas crenças e repito o que dissemos. Afinal de contas, seus filhos precisam de pais, eles já têm amigos. Certifique-se de que você não confunda os papéis. Não importa o quão ruim pareça ser, sempre deixe claro que você os ama.

Acordo familiar:
Envolva a família inteira no seu acordo. Não tenha apenas um monte de regras que só você e sua esposa fizeram. Peça a seus filhos que inventem algumas. Esteja preparado para ter alguns direcionados para você. Envolver seus filhos é a melhor maneira deles internalizarem as regras e se sentirem responsáveis.

Você não está sozinho:
Converse com outros pais e a EAB. Temos muitos conselheiros e professores maravilhosos que não são apenas treinados nesses assuntos, mas vivemos muitos dos problemas que podem ser novos para você. Como diz o ditado, "é preciso uma aldeia para criar uma criança".


Rod Narayan
Diretor de Tecnologia
Educador Distinto da Apple

Archive
Welcome! Please sign in:

Can't access your account?