JavaScript Disabled. For a better experience on this website please enable JavaScript in your browser.
SGAS 605 Conjunto E, Lotes 34/37 | Brasilia, DF 70200-650 Brazil | 55 (61) 3442-9700 | Contact Us
May
16

Learning @ EAB: What do we value?

After almost one full school year in my role as EAB's Director of Teaching and Learning, it is good to reflect upon what I have learned about EAB and where we are as a learning institution. Firstly, I am sure you will be pleased to know that EAB is very much an organisation that values learning. Each student, teacher and staff member of EAB is focused on the core business of the school, which is learning. The learning journey of students from K3-G12, particularly in the core areas of literacy and numeracy development, is assessed, evaluated and monitored very closely. This close monitoring often involves identifying students who need extra support or indeed enrichment. I am confident that our systematic approach to monitoring learning in the academics is working very well. EAB is also an institution that values the professional learning of its staff. Over 2% of the overall expenditure costs of the school operations is dedicated to ensuring that our staff can access the very best professional learning possible (This amount compares very favorably with the percentage of other schools similar to EAB).

Secondly EAB's mission is one of the best I have ever seen:  "Learners inspiring learners to be inquisitive in life, principled in character and bold in vision". It implies that the focus of the school is on learning, with everyone engaging in this process. Ensuring that we are developing students who are inquisitive in life is a fundamental driver in all advanced education systems around the globe. We do not want our students to be mere regurgitators of information and knowledge, but to be curious, ask good questions, be reflective and metacognitive and most importantly know what to do, when they don't know what to do! Educational approaches to teaching and learning such as inquiry learning, project-based learning and design thinking are all examples of how teachers can encourage students in this important area. Basically we want our students to be thinkers! We want them to ask "why?" and "how?", rather than just "what?"

I am also so impressed with EAB's "principled in character" objective. I know it is the dream of every educator to develop young potential citizens of the world who are caring, kind, respectful, honest, responsible, honorable,disciplined and collaborative. This I am sure is echoed by every employer across the world. Successful people today are as strong in emotional intelligence as they are in IQ. Here at EAB, we are making very deliberate steps forward, to ensure that this area is treated as being just as important as progress in the academics. As Dr Martin Luther King put it, "Intelligence plus character, that is the goal of true education."

Lastly EAB is certainly developing many students and teachers who are "bold in vision". This year, I have particularly noticed this on the sports field, on the stage, in the work produced for the IB program, in our assemblies, classrooms and via our service programs. Our vision of students impacting the world comes alive here. EAB students are risk-takers and go-getters; they do not stand back and assume that someone else will take the lead. This is such an important part of the development of a young person. They are developing a strong sense of self-efficacy, which is an individual's belief in their innate ability to achieve goals. This comes when students completely understand and are active in their own learning paths,and this is best accomplished when students are supported by adults that believe in them and encourage them to reflect on their learning experiences. More and more, we are working on ways to ensure that each of our EAB students is strong in this area.

Finally, EAB is a school where the development of the "whole person" is valued. The school's 5 Pillars (Academics, Activities, Arts, Leadership and Service) are all equally important. The child who does not necessarily write the best essay may be the one who produces a work of art. Finding each child's area of strength is important as is developing in children a sense of resilience which comes when you don't necessarily succeed at everything, but you give everything your very best. We want every student to have a balanced approach to learning and above all to have the sense that they belong here, as part of the EAB family. It is our aim, as educators, for every student to eventually look back on their time here and know that they mattered!

 

Lesley Tait

Director of Teaching and Learning

 


 

Aprendizado na EAB: O que nós valorizamos?

Após quase um ano letivo completo na minha função de Diretora de Ensino e Aprendizagem da EAB, é bom refletir sobre o que aprendi e onde estamos como instituição de ensino. Em primeiro lugar, tenho certeza de que você ficará satisfeito em saber que a EAB é uma organização que valoriza o aprendizado. Cada aluno, professor e membro da equipe da EAB está focado na atividade central da escola, que é o aprendizado. A jornada de aprendizado dos alunos do K3 ao 12º ano, particularmente nas áreas centrais de alfabetização e desenvolvimento da aritmética, é avaliada e monitorada de muito perto. Esse monitoramento atento envolve, muitas vezes, a identificação de alunos que precisam de apoio extra ou mesmo enriquecimento. Estou confiante de que nossa abordagem sistemática para monitorar o aprendizado acadêmicos está funcionando muito bem. A EAB é também uma instituição que valoriza a aprendizagem profissional de sua equipe. Mais de 2% dos custos gerais de despesas das operações escolares são dedicados a garantir que os nossos funcionários tenham acesso à melhor aprendizagem profissional possível (este valor compara-se muito favoravelmente com a percentagem de outras escolas semelhantes à EAB).

Em segundo lugar, a missão da EAB é uma das melhores que já vi: " Estudantes que inspiram estudantes a serem inquisitivos na vida, com princípios e visão arrojada". Isso implica que o foco da escola é o aprendizado, com todos envolvidos neste processo. Garantir que estamos desenvolvendo estudantes que são inquisitivos na vida é um fator fundamental em todos os sistemas de ensino avançado em todo o mundo. Não queremos que nossos alunos sejam meros regurgitadores de informação e conhecimento, mas sejam curiosos, façam boas perguntas, sejam reflexivos e metacognitivos e, mais importante, saibam o que fazer, quando não souberem o que fazer! Abordagens educacionais para ensinar e aprender, como a aprendizagem por questionamento, a aprendizagem baseada em projetos e design thinking, são exemplos de como os professores podem incentivar os alunos nessa importante área. Basicamente, queremos que nossos alunos sejam pensadores! Queremos que eles perguntem "por quê?" e "como?", em vez de apenas "o quê?"

Também estou muito impressionada com o objetivo "firme em seus princípios" da EAB. Eu sei que é o sonho de todo educador desenvolver jovens cidadãos do mundo  em potencial que sejam atenciosos, gentis, respeitosos, honestos, responsáveis, honrados, disciplinados e colaborativos. Isso, tenho certeza, é ecoado por todos os empregadores do mundo. As pessoas de sucesso hoje são tão fortes em inteligência emocional quanto no QI. Aqui na EAB, estamos caminhando deliberadamente, para garantir que essa área seja tratada com a mesma importância que o progresso dos acadêmicos. Como disse Martin Luther King, "Inteligência e caráter, esse é o objetivo da verdadeira educação".

Por fim, a EAB certamente está formando muitos alunos e professores com "visão audaciosa". Este ano, notei particularmente isso no campo esportivo, no palco, no trabalho produzido para o programa IB, em nossas assembléias, salas de aula e através de nossos programas de serviço social. Nossa visão de alunos impactando o mundo ganha vida aqui. Alunos da EAB são tomadores de riscos e empreendedores; eles não se afastam e permitem que outra pessoa assuma a liderança. Esta é uma parte tão importante do desenvolvimento de um jovem. Eles estão desenvolvendo um forte senso de auto-eficiência, que é a crença de um indivíduo em sua habilidade inata de atingir objetivos. Isso ocorre quando os alunos entendem por completo e são ativos em seus próprios caminhos de aprendizado, e isso é melhor realizado quando os alunos são apoiados por adultos que acreditam neles e os incentivam a refletir sobre suas experiências. Cada vez mais estamos trabalhando maneiras de garantir que cada um dos nossos alunos seja forte nessa área.

Finalmente, a EAB é uma escola onde o desenvolvimento da "pessoa por inteiro" é valorizado. Os 5 Pilares da escola (Acadêmicos, Atividades, Artes, Liderança e Serviço) são todos igualmente importantes. A criança que não escreve necessariamente o melhor trabalho pode ser aquela que produz uma obra de arte. Encontrar o ponto forte de cada criança é importante, pois está desenvolvendo nas crianças um senso de resiliência que surge quando você não necessariamente tem sucesso em tudo, mas dá tudo de si com o seu melhor. Queremos que todos os alunos tenham uma abordagem equilibrada de aprendizado e, acima de tudo, tenham a sensação de que pertencem a eles, como parte da família EAB. O nosso objetivo, como educadores, é que cada aluno, eventualmente, olhe para trás e saiba que eles são importantes!

 

Lesley Tait

Diretora de Ensino e Aprendizagem

Archive
Welcome! Please sign in:

Can't access your account?