JavaScript Disabled. For a better experience on this website please enable JavaScript in your browser.
SGAS 605 Conjunto E, Lotes 34/37 | Brasilia, DF 70200-650 Brazil | 55 (61) 3442-9700 | Contact Us
Jan
31

Teaching Reading in EAB's Lower School

Learning to read is probably one of the most challengingly complex things we as human beings do. It involves learning to look at letters and words in whichever chosen language, interpreting these, connecting them with ones you already know, making the correct sounds and ultimately understanding the  sense of the message. It may not feel like it, when we read as an adult, but when we are looking at words on the page, our brain is running several simultaneous processes, from word analysis and auditory detection to vocalization and visualization. It is an incredibly complex process.

Learning to read starts early. Most children learn to read at six years old and become competent readers by around age eight. However, many children are actually capable of learning to read much earlier. A few children are ready to start combining letters and identifying words as early as three years old. They all have their very own path in acquiring these skills. 

Here at EAB, we very much value the importance of learning to read. In fact, at least one hour of instructional time is spent every day, in every Lower School classroom, teaching the skills of reading and enabling our children to practise. We follow the standards and benchmarks for each grade level, from the United States Common Core. http://www.corestandards.org/  The introductory statement says that "To ensure all students are ready for success after high school, the Common Core State Standards establish clear, consistent guidelines for what every student should know and be able to do in math and English language arts from kindergarten through 12th grade."

These standards very clearly state what each student should be able to do at the end of each grade. This is helpful to teachers, in that it provides a road map for their teaching--it is the content of what we teach. The how we get there is the methodology that we use and here at EAB, that is called the Workshop Model.

The workshop method is exactly as it sounds--the children are "working" at reading every day, for approximately one hour per day. The session begins with the teacher teaching the skill that he/she wants all of the children to know. We call this the mini-lesson and it usually lasts for no more than 10 minutes per day. Depending on the age group, it could be anything from letter/sound knowledge, to word attack, to identifying the main idea, to analysing the character traits of the main and secondary characters. The teachers often use a mentor text to teach from during this lesson time. This is a purposefully selected book or passage that demonstrates whatever the teaching point is, in a clear and authentic way. During the mini-lesson students engage in some form of guided practice of the skill that has been taught. Once the mini-lesson is over, the children all move into a practice time, where they are practicing reading material at their own individual instructional level. All reading material is classified within a range of text complexity. Teachers match up the reader with the right level of text for their stage of development, while still allowing the child to choose something that they are especially interested in reading. This is where effective assessment is so important. While all of the children are reading from their individual batch of books, the teacher goes about conferring, either with individuals or small groups of children. This is the time when the teacher is not only hearing children read, but also teaching them specific skills that will enable them to progress. If you were to walk in at this point, you would see a very quiet, calm environment where most of the children are engaged in reading, while some are working quietly with the teacher.

Guided reading is often used at this point of the session. This is where a small group of children are reading the same book and together with the teacher, they are guided through the text. The teacher leads a discussion about such aspects as the meaning of the text, individual vocabulary and text features such as punctuation etc that the teacher wants this particular group to notice and focus on. Guided reading works particularly well with emergent and beginning readers, as it an effective way that the teacher can show young children how to bring together information about the text and meaning about the story. It is a little like helping a child to learn to ride a bike, when we as adults hold on to the seat, while the child has a go by themselves. We are "guiding" the learning process and letting go when they are ready to become independent.

As children move through the Lower School grades and become readers, they also use this workshop time to participate in book clubs or discussion groups about the same book. This is when they are now reading to learn, rather than learning to read. The workshop sessions usually conclude with some form of reflection time, where either with partners or as a whole class, the focus is on "what did we learn today, as readers?"

Overall we want our EAB children to become lifelong readers. Being read to in the classroom and having access to quality literature are other important aspects in what we do here. We very closely monitor all of the children's progress as readers and use this information to decide who needs extra support, in this process.

We fundamentally believe that children learn to read by reading. Practice is just so important. This is why 30 minutes of reading every night at home is our expectation for every child in the Lower School.

“The more that you read, the more things you will know. The more that you learn, the more places you'll go.” – Dr. Seuss.

 

Lesley Tait

Director of Teaching and Learning

 


 

Ensinando a Ler no Lower School

Aprender a ler é provavelmente uma das coisas mais desafiadoras e complexas que nós, como seres humanos, fazemos. Envolve aprender a olhar para letras e palavras em qualquer idioma escolhido, interpretando-as, conectando-as com aquelas que você já conhece, fazendo os sons corretos e, finalmente, entendendo o sentido da mensagem. Pode não parecer, mas quando estamos olhando palavras em uma página, nosso cérebro está executando vários processos simultâneos,  análise de palavras e identificação auditiva à vocalização e visualização. É um processo incrivelmente complexo.

Aprender a ler começa cedo. A maioria das crianças aprende a ler aos seis anos de idade e tornam-se leitores competentes por volta dos oito anos de idade. No entanto, muitas crianças são capazes de aprender muito mais cedo. Algumas estão prontas para começar a combinar cartas e identificar palavras a partir dos três anos de idade. Todas elas têm seu próprio caminho para adquirir essas habilidades.

Aqui na EAB, valorizamos muito a importância de aprender a ler. Na verdade, pelo menos uma hora de instrução é gasta todos os dias, em todas as salas de aula do Lower School, ensinando as habilidades de leitura e permitindo que nossos filhos pratiquem. Seguimos as normas e padrões do Common Core - Estados Unidos para cada nível de ensino. http://www.corestandards.org/

A declaração introdutória diz que "Para garantir que todos os alunos estejam prontos para o sucesso após o ensino médio, os Padrões Estaduais do Common Core estabelecem diretrizes claras e consistentes para o que cada aluno deve saber e ser capaz de fazer em matemática e inglês, do jardim de infância até o 12º ano."

Esses padrões indicam claramente o que cada aluno deve ser capaz de fazer no final de cada série. Isso é útil para os professores, na medida em que fornece um roteiro para o seu ensino, o conteúdo ensinado. A forma como chegamos lá é a metodologia que usamos e aqui na EAB, chamamos de “Modelo de Oficina”.

O método da oficina é exatamente o que parece - as crianças estão "trabalhando" na leitura todos os dias, por aproximadamente uma hora. A sessão começa com o professor ensinando a habilidade que ele / ela quer que todas as crianças saibam. Nós chamamos isso de mini lição e geralmente dura apenas 10 minutos por dia. Dependendo da faixa etária, pode ser qualquer coisa, desde conhecimento de letra / som, ataque de palavras, até a identificação da idéia principal, análise dos traços de caráter dos personagens principais e secundários. Os professores costumam usar um texto guia para ensinar durante esta parte da aula. Trata-se de um livro ou passagem selecionados de propósito, que demonstram qualquer que seja o ponto de ensino, de uma forma clara e autêntica. Durante a mini lição, os alunos participam de alguma forma prática guiada sobre a habilidade que foi ensinada. Uma vez terminada a mini lição, todas as crianças passam para a prática, onde o  material de leitura usado está de acordo com seu próprio nível de instrução. Todo o material de leitura é classificado dentro de uma faixa de complexidade do texto. Os professores adequam o leitor com o nível certo de texto para seu estágio de desenvolvimento, enquanto ainda permitem que a criança escolha algo que esteja especialmente interessada em ler. É aí que a avaliação efetiva é tão importante. Enquanto todas as crianças estão lendo seu lote de livros, o professor passa conferindo, seja individualmente ou em pequenos grupos de alunos. Este é o momento em que o professor não está apenas ouvindo as crianças lerem, mas também ensinando-lhes habilidades específicas que lhes permitirão progredir. Se você entrasse na sala nesse momento, veria um ambiente calmo onde a maioria das crianças está ocupada com a leitura, enquanto algumas estão trabalhando em silêncio com a professora.

A leitura guiada é frequentemente usada neste ponto da sessão. É onde um pequeno grupo de crianças lê o mesmo livro e, junto com o professor, é guiado pelo texto. O professor conduz uma discussão sobre aspectos como o significado do texto, o vocabulário individual e suas características, como a pontuação, etc., que o professor deseja que esse grupo específico observe e foque. A leitura guiada funciona particularmente bem com leitores emergentes e iniciantes, pois é uma maneira eficaz de o professor mostrar às crianças como reunir informações sobre o texto e o significado da história. É como ajudar uma criança a aprender a andar de bicicleta, quando nós, adultos, nos agarramos ao assento, enquanto a criança está sozinha. Estamos "guiando" o processo de aprendizado e abandonando quando estiverem prontos para se tornar independentes.

À medida que as crianças passam pelas séries do Lower School e se tornam leitores, elas também usam esse tempo da oficina para participar de clubes do livro ou grupos de discussão sobre o mesmo livro. É nesse ponto que eles estão lendo para aprender, em vez de aprender a ler. As sessões do workshop geralmente terminam com alguma forma de tempo para reflexão, seja com os parceiros ou com toda a turma, o foco é " O que aprendemos hoje, como leitores?"

Em geral, queremos que nossos filhos se tornem leitores ao longo da vida. Ter alguém lendo pra você na sala de aula e ter acesso a literatura de qualidade são outros aspectos importantes que trabalhamos aqui. Nós monitoramos de perto todo o progresso das crianças, como leitores, e usamos essas informações para decidir quem precisa de um apoio extra neste processo.

Acreditamos,fundamentalmente, que as crianças aprendem a ler lendo. A prática é muito importante. É por isso que 30 minutos de leitura todas as noites em casa são a nossa expectativa para todas as crianças da escola.

“Quanto mais você lê, mais coisas você vai saber. Quanto mais você aprende, mais lugares você vai.” – Dr. Seuss.

 

Lesley Tait

Diretora de Ensino e Aprendizagem

Archive
Welcome! Please sign in:

Can't access your account?